Home Nutrição Exercícios Saúde Quem Somos A que viemos Contato

25 de janeiro de 2016

Nutrição

Por que paramos (ou não) de comer?

Se você e alguns dos seus amigos fossem a um restaurante “a la carte” e pedissem exatamente o mesmo prato, viria a mesma quantidade de comida, certo? E o que normalmente aconteceria: a maioria pararia de comer quando se sentisse saciada ou somente quando comesse tudo?


Provavelmente quando comesse tudo. Mas faz sentido que pessoas tão diferentes, com fomes de intensidades diferentes, comam a mesma porção de comida? Não, mas infelizmente é isso que acontece. As pessoas comem o que for servido, independente se já estavam saciadas na metade do prato. 



A fome é fundamental para nos alertar quando nosso corpo necessita de nutrientes. Ao começarmos a comer outra sensação é disparada para avisar nosso cérebro que já comemos o suficiente e podemos parar a refeição. Essa primeira sensação que se sente, ainda comendo, de que você já está ficando satisfeito, é chamada de saciação. 



Porém, existem outros fatores que podem interferir nossa percepção da fome e da saciação como, por exemplo, a percepção visual da porção de comida servida. Para verificar essa hipótese o pesquisador Brian Wansink realizou um estudo muito interessante. Nele, foi avaliado qual o principal motivo pelo qual as pessoas param de comer, se elas são guiadas pela saciação ou pela quantidade de comida servida. Para isso os participantes foram convidados para uma refeição e, ao chegarem, se sentavam em mesas com tigelas de sopas idênticas, tanto no tipo de tigela quanto no conteúdo de sopa servida. Porém, o que eles não sabiam é que metade dessas tigelas continha um fundo falso com um cano e, conforme eles tomavam a sopa, esse cano injetava mais sopa de um modo bem discreto, sem que eles percebessem. 



Como resultado, os participantes que comeram, sem saber, na tigela com fundo falso, comeram 73% mais sopa do que o grupo da tigela convencional! A maior parte dos voluntários não parou de comer enquanto não percebiam a quantidade de sopa da tigela acabando. Outro dado interessante foi que, ao serem questionados, esses participantes não acreditavam ter comido mais e nem se sentiam mais saciados do que os que receberam as tigelas convencionais. Eles comeram quase o dobro e nem perceberam!



Um das explicações para esse resultado é que muitos adultos cresceram ouvindo seus pais dizendo algo como: “Você só vai levantar da mesa se comer tudo!”. Foram ensinados que deveriam continuar comendo mesmo se já estivessem saciados. Isso faz com que essas pessoas parem de comer apenas quando a comida acaba ou se já estão completamente estufados e não conseguem dar mais nenhuma garfada.



Mas afinal, como saber o momento exato de parar de comer? Essa resposta é simples, mas para isso é preciso saborear bem os alimentos e prestar atenção ao seu corpo durante a refeição. Comer um almoço inteiro em poucos minutos é sinal de que a pessoa não está atenta nem ao seu corpo e nem à comida que está comendo. Você gosta de comer? Então saia do automático com as dicas abaixo:



- Saboreie intensamente cada mordida e perceba cada pedaço com seus diferentes aromas, texturas e sabores;



- Se achar que está satisfeito, pare de comer e, caso perceba minutos depois que ainda tem fome, não tem problema algum comer mais alguma coisa para complementar;



- Se for possível, opte por porções pequenas dos alimentos;



- Caso a porção seja grande e você não queira desperdiçar, divida o prato com alguém ou caso sobre, peça o restante para viagem. Assim você poderá saborear aquela deliciosa comida novamente!



Essas são apenas algumas dicas que podem ajuda-lo a não mais terminar a refeição com a sensação ruim de que não respeitou seu corpo e de que está, não apenas sabotando sua dieta mas, principalmente, sua saúde.



Até a próxima!



Desire Coelho – Blog Ciência InForma



www.cienciainforma.com.br



Para ler o estudo:



Wansink B, Painter JE, North J. Bottomless bowls: why visual cues of portion size may influence intake.  Obes Res. 2005 Jan;13(1):93-100.



 







Comentários

Veja também


- Suplementos Nutricionais: aprecie com moderação!
- Reidratar com cerveja?
- Existe algo especial nas dietas low-carb?
- Qual o melhor tipo de whey: concentrado, isolado ou hidrolisado?
- Frutose - devemos nos preocupar?
- A gordura saturada aumenta o risco cardiovascular?
- Como preparar seu intestino para os suplementos esportivos.
- Rapadura durante os treinos longos.
- Proteínas, quanto mais melhor?
- Vitamina C para gripes e resfriados? Entenda como (e se) funciona
- O atleta que consome muito café também se beneficia da suplementação de cafeína no esporte?
- Como o estresse influencia a dieta?
- Jejum Intermitente - parte 2!
- Emagrecimento. Uma caloria é só uma caloria e pronto. Será mesmo?
- Jejum Intermitente - parte 1!
- Os diferentes tipos de açúcar presente nos alimentos que muita gente não conhece.
- Alimentação infantil
- Café com óleo de côco emagrece?
- “O bom da dieta é que eu não tenho que pensar.”
- Afinal, se não é para fazer dieta, posso comer à vontade?
- Por que ler o rótulo de alimentos industrializados é tão importante? E o que devo ler?
- Atletas que tomam muito café não se beneficiam da suplementação de cafeína?
- Comedor compulivo ou impulsivo?
- O que são alimentos frescos, processados e ultraprocessados?
- Proteínas antes de dormir e hipertrofia.
- Proteínas, quanto mais melhor…será mesmo?
- Carboidratos de baixo índice glicêmico (waxy-maize e isomaltulose) são superiores aos carboidratos convencionais?
- Quanto os atletas comem?
- Amino Spiking: o bom (#SQN) e velho gato por lebre na indústria de suplementos
- Refrigerante para provas/treinos de longa duração?
- Suplementar cafeína atrapalha os efeitos da creatina?
- Índice Glicêmico - um conceito supervalorizado?
- Senhores pais, por favor, prestem atenção ao que seus filhos estão comendo!
- É preciso comer de 3 em 3 horas para ganhar massa muscular?
- Comer de 3 em 3 horas emagrece?
- Proteínas e saciedade.
- Comer de 3 em 3 horas aumenta o gasto energético?
- Alimentos com baixa caloria funcionam?
- Suplementação com Bicarbonato de Sódio
- Café da manhã, a refeição mais importante do dia ou a mais supervalorizada?
- Afinal, por que há tantas controvérsias no mundo da nutrição?
- Suplementos alimentares - como saber qual funciona?
- Leucina auxilia na hipertrofia muscular?
- O que comer no pós-treino: suplementos ou fast food??
- Carnitina aumenta a queima de gordura, mas....
- Por que paramos (ou não) de comer?
- Filme = Pipoca? Cuidado!
- Qual é o melhor óleo para cozinhar?
- Precisamos suplementar sódio durante o exercício prolongado?
- Nutrição Esportiva: de olho na resposta individual de cada atleta!
- Quem realmente precisa de isotônicos?
- Beta-alanina: o que é, como funciona e quais seus efeitos?
- Dieta da proteína, Atkins, Dukan, cetogênica...
- Barrinhas de proteínas?
- Tribulus Terrestris e as falsas propagandas de aumento de testosterona, força e massa muscular
- O papel dos carboidratos na reposição de glicogênio muscular
- Suco de beterraba e suplementação de nitrato: seguro e efetivo?
- “Correr, correr, é o melhor para poder emagrecer...” será mesmo?
- Afinal, há pontos positivos na dieta paleolítica???
- Paleo diet: a mais nova-antiga dieta da moda
- Atletas adolescentes precisam de suplementos esportivos?
- Carboidratos podem melhorar o desempenho físico, mesmo se você não os ingerir.
- Suplementação de carboidratos durante o exercício.
- Existe alimento proibido?
- Frango com batata doce?
- Qual a melhor whey protein: concentrada, isolada ou hidrolisada?
- Carboidrato e performance: "train low compete high"
- Consumo de carboidratos no pré-treino, quem precisa se preocupar?
- Carboidratos e ganho de massa muscular
- Quem precisa suplementar antioxidantes?
- Creatina, qual a melhor forma?
- Creatina antes ou depois do treino? Um novo estudo reabre a questão...
- Intervenção da Nutrição no "Medida Certa" do Fantástico
- Suplementação de proteínas e a "Janela de Oportunidade"
- Se eu não devo fazer dieta, o que eu faço?
- O que são e como funcionam (se é que funcionam...) os suplementos “pré-treino”?
- Suplementação de carboidratos: alimento ou suplemento?
- Com culote ... "sans culotte"
- Radicais livres: combatê-los ou não combatê-los?
- Suco de beterraba para “nitrar” seu treino!
- Frutose: devemos nos preocupar?
- Guia Alimentar para a População Brasileira: o guia que acertou em cheio e conquistou o mundo!
- Suplementação de proteínas e emagrecimento
- Comida vicia?
- Suplementação de arginina e citrulina melhoram o desempenho?
- Para ganhar mais massa magra, devo comer de 3 em 3 horas?
- Bifinho para ficar fortinho!
- Suplementação de proteínas e exercícios de endurance: além da hipertrofia muscular
- Comer de 3 em 3 horas ... porque mesmo?
- Suplementação de creatina: tem que fazer “carregamento”?
- Suplementação de glutamina e intestino: para quem?
- BCAAs para corredores e maratonistas: mais um caso de desperdício de dinheiro?
- Perigo: suplemento contaminado!
- BCAAs e Treinamento de Força
- Se um alimento pode dar alergia, o melhor é evitá-lo? Não.
- Vale a pena suplementar glutamina?
- Ciência Informa responde: Comer salada antes da refeição faz com que eu coma menos?
- Frutinhas milagrosas: qual o real benefício do goji berry?
- Nos alimentamos de nutrientes ou comida?
- Suplementos de Vitaminas e Minerais engordam?
- Chá verde, chá branco e chá oolong realmente emagrecem?
- Treinamento concorrente: mais uma aplicação da suplementação de creatina
- Termogênicos (Parte 3): o que esperar da cafeína?
- Termogênicos parte 2: A falha lógica das substâncias termogênicas
- Dietas Restritivas: Detox….desintoxicar o que?
- Ciência Informa Responde: maltodextrina
- Termogênicos parte I: carnitina como fat burner
- Suplementação de HMB: muito bom para ser verdade?
- Alimentos diet e light funcionam?
- Em excesso, até água faz mal!
- O que os suplementos realmente podem fazer por você?
- Proteína para que te quero - Parte 5: Suplementação de proteínas para idosos
- Carboidrato e Peso Corporal
- Quais os riscos da suplementação com beta-alanina?
- Proteína para que te quero - Parte 4: A JANELA DE OPORTUNIDADE e a suplementação de proteínas
- A desidratação realmente piora o desempenho esportivo?
- Proteína para que te quero - Parte 3: A fonte de proteína faz a diferença? Qual a melhor fonte proteica?
- Beta-alanina para quem?
- Proteína para que te quero - Parte 2
- Alimentação é uma simples questão de escolha?
- Proteína para que te quero - Parte 1
- Beta-alanina: o que é e o que faz esse novo suplemento?
- Quer emagrecer? Fuja das dietas...
- Suplementação de creatina: antes ou após o treino?
- Sem Glúten ou Com Glúten?
- Carboidrato à noite engorda?
- Até tu, adoçante?



Busca

Receba Atualizações

Envia sua sugestão de temas


Nossos Colaboradores

Prof. Bruno Gualano, PhD
Prof. Associado da Universidade de São Paulo

Profa. Desire Coelho, PhD
Nutricionista Clínica e Esportiva

Profa. Fabiana Benatti, PhD
Pós-Doutora na Universidade de São Paulo (USP)

Prof. Guilherme Artioli, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo

Prof. Hamilton Roschel, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo