Home Nutri√ß√£o Exerc√≠cios Sa√ļde Quem Somos A que viemos Contato

15 de agosto de 2016

Nutrição

Quanto os atletas comem?

Muitos aqui se lembram que durante as Olimp√≠adas de 2008 uma not√≠cia gerou grande repercuss√£o: o nadador Michael Phelps, fen√īmeno mundial, comia em m√©dia 12 mil calorias por dia. A quantidade assustou mesmo aqueles que, assim como muitos profissionais da √°rea, sabem que ele √© uma m√°quina (sobre)humana..


Uma dúvida frequente é como se calcula o gasto calórico de um atleta ou praticante de atividade física. Apesar de ser muito difundido que atletas comem muito, poucos são aqueles que de fato podem comer muito. Isso ocorre por diferentes fatores que vão desde genética, objetivos corporais, lesão..



Como calcular o gasto energético do meu atleta?



A maneira mais fidedigna de se calcular seria pelo método de isótopos, na técnica chamada água duplamente marcada, mas que é utilizada apenas em pesquisas. Outro modo seria através da calorimetria direta, colocando o atleta em uma câmera metabólica enquanto realiza diferentes atividades e calcular a queima calórica, produção de calor, do indivíduo.



De modo mais indireto (e passível de mais erro) porém prático, é descobrir o quanto de oxigênio se consome em cada atividade. Isso pode ser feito através de uma análise espirométrica, porém esses aparelhos são caros e, apesar de existirem alguns modelos portáteis, utilizar um desses é bem incômodo e pode alterar nosso rendimento (quem já fez teste ergoespiromético sabe). Tendo o consumo de oxigênio durante a atividade, podemos calcular o gasto calórico, pois sabemos quantas calorias se gasta para utilizar o oxigênio e basta fazer uma conta simples.



Existem também diversas fórmulas para se calcular o gasto energético, mas aqui comentarei sobre o MET (ou, equivalente metabólico) – grosso modo, seu valor significa quantas vezes a mais a pessoa está consumindo oxigênio quando comparada ao repouso. Para isso assume-se que o consumo de oxigênio em repouso é de 3,5 mL de O2/min/kg. Sabendo-se que o consumo de oxigênio é de 0,005 kcal/mL (3,5 X 0,005) o gasto de 1 MET corresponde a 0,0175kcal/minute/kg de peso corporal. Alguns artigos trazem uma tabela com os METs de cada tipo de atividade (clique aqui e aqui para alguns exemplos). Com ela, basta multiplicar esses valores pelo peso corporal e pelo tempo que a pessoa gasta em cada atividade. Segue um exemplo:



Um homem de 90kg que faz uma caminhada vigorosa (4.5METs). MET= 0,0175 kcal/kg/min x 90 x 4.5 = 7,0875kcal/min. Se ele faz essa caminhada por 30min – 7,0875 x 30 = 212 kcal.



Porém, em se tratando de uma fórmula matemática, existem sérias limitações. Para algumas atividades existe distinção por intensidade, mas para a maioria considera-se que o indivíduo irá desempenhar em uma intensidade moderada. Sendo assim, se seu paciente fizer tudo de modo muito intenso, o MET pode acabar subestimando o gasto. Porém, de um modo geral, ele tende a superestimar o gasto. Um atleta de 90kg que treinar judô 2h por dia + preparação física de 1h gastaria algo em torno de 5000 a 8000kcal dependendo do peso corporal. Contudo, após o cálculo é preciso readequar o gasto como consumo calórico e, para isso, é preciso levar em consideração o estado nutricional e objetivos de cada atleta. Alguns precisam emagrecer, outros ganhar massa e muitos podem estar se recuperando de lesão. Então, cabe ao profissional nutricionista, juntamente com a equipe técnica, entender cada fase de preparação e competição para fazer ajustes na alimentação do atleta.



Mas, se me permitem, gostaria de fazer um adendo. Quando comecei a trabalhar com nutrição esportiva achava que uma coisa que seria muito bom poder elaborar dietas com muuuuitas calorias que é o que aparece nessas fórmulas. Ledo engano. E a ideia desse post saiu de uma reportagem avaliando quanto os atletas do reino unido comem por dia: um atleta de tae-kwon-do de 65kg consome 1200 a 1500kcal/dia, atleta de levantamento de peso 2800 a 5000kcal por dia, ginasta cerca de 2000 a 2500kcal/dia.



Isso se torna ainda mais gritante quando sabemos que uma ginasta treina de 4 à 6 horas por dia e consome apenas 2000kcal/dia. Aposto que muitos ficaram surpresos. O consumo calórico é baixo! E isso se torna interessante por alguns motivos. Quando seguimos fórmulas, elas não levam em conta a individualidade do atleta, genética e o sacrifício que cada um tem que fazer para manter determinada forma física.



É importante exaltarmos os feitos deles e entender que poucos conseguem superar uma rotina tão estressante em diversos aspectos: física, mental, emocional, social... ser atleta é difícil, mas ser atleta no Brasil onde muitos deles ainda sofrem o estresse financeiro exige que eles sejam verdadeiros heróis.



Desire Coelho – Blog Ciência InForma.



www.cienciainforma.com.br



 



 



 







Coment√°rios

Veja também


- Suplementos Nutricionais: aprecie com moderação!
- Reidratar com cerveja?
- Existe algo especial nas dietas low-carb?
- Qual o melhor tipo de whey: concentrado, isolado ou hidrolisado?
- Frutose - devemos nos preocupar?
- A gordura saturada aumenta o risco cardiovascular?
- Como preparar seu intestino para os suplementos esportivos.
- Rapadura durante os treinos longos.
- Proteínas, quanto mais melhor?
- Vitamina C para gripes e resfriados? Entenda como (e se) funciona
- O atleta que consome muito café também se beneficia da suplementação de cafeína no esporte?
- Como o estresse influencia a dieta?
- Jejum Intermitente - parte 2!
- Emagrecimento. Uma caloria é só uma caloria e pronto. Será mesmo?
- Jejum Intermitente - parte 1!
- Os diferentes tipos de a√ß√ļcar presente nos alimentos que muita gente n√£o conhece.
- Alimentação infantil
- Caf√© com √≥leo de c√īco emagrece?
- ¬ďO bom da dieta √© que eu n√£o tenho que pensar.¬Ē
- Afinal, se não é para fazer dieta, posso comer à vontade?
- Por que ler o rótulo de alimentos industrializados é tão importante? E o que devo ler?
- Atletas que tomam muito café não se beneficiam da suplementação de cafeína?
- Comedor compulivo ou impulsivo?
- O que s√£o alimentos frescos, processados e ultraprocessados?
- Proteínas antes de dormir e hipertrofia.
- Proteínas, quanto mais melhor…será mesmo?
- Carboidratos de baixo índice glicêmico (waxy-maize e isomaltulose) são superiores aos carboidratos convencionais?
- Quanto os atletas comem?
- Amino Spiking: o bom (#SQN) e velho gato por lebre na ind√ļstria de suplementos
- Refrigerante para provas/treinos de longa duração?
- Suplementar cafeína atrapalha os efeitos da creatina?
- √ćndice Glic√™mico - um conceito supervalorizado?
- Senhores pais, por favor, prestem atenção ao que seus filhos estão comendo!
- √Č preciso comer de 3 em 3 horas para ganhar massa muscular?
- Comer de 3 em 3 horas emagrece?
- Proteínas e saciedade.
- Comer de 3 em 3 horas aumenta o gasto energético?
- Alimentos com baixa caloria funcionam?
- Suplementação com Bicarbonato de Sódio
- Café da manhã, a refeição mais importante do dia ou a mais supervalorizada?
- Afinal, por que há tantas controvérsias no mundo da nutrição?
- Suplementos alimentares - como saber qual funciona?
- Leucina auxilia na hipertrofia muscular?
- O que comer no pós-treino: suplementos ou fast food??
- Carnitina aumenta a queima de gordura, mas....
- Por que paramos (ou n√£o) de comer?
- Filme = Pipoca? Cuidado!
- Qual é o melhor óleo para cozinhar?
- Precisamos suplementar sódio durante o exercício prolongado?
- Nutrição Esportiva: de olho na resposta individual de cada atleta!
- Quem realmente precisa de isot√īnicos?
- Beta-alanina: o que é, como funciona e quais seus efeitos?
- Dieta da proteína, Atkins, Dukan, cetogênica...
- Barrinhas de proteínas?
- Tribulus Terrestris e as falsas propagandas de aumento de testosterona, força e massa muscular
- O papel dos carboidratos na reposição de glicogênio muscular
- Suco de beterraba e suplementação de nitrato: seguro e efetivo?
- ¬ďCorrer, correr, √© o melhor para poder emagrecer...¬Ē ser√° mesmo?
- Afinal, há pontos positivos na dieta paleolítica???
- Paleo diet: a mais nova-antiga dieta da moda
- Atletas adolescentes precisam de suplementos esportivos?
- Carboidratos podem melhorar o desempenho físico, mesmo se você não os ingerir.
- Suplementação de carboidratos durante o exercício.
- Existe alimento proibido?
- Frango com batata doce?
- Qual a melhor whey protein: concentrada, isolada ou hidrolisada?
- Carboidrato e performance: "train low compete high"
- Consumo de carboidratos no pré-treino, quem precisa se preocupar?
- Carboidratos e ganho de massa muscular
- Quem precisa suplementar antioxidantes?
- Creatina, qual a melhor forma?
- Creatina antes ou depois do treino? Um novo estudo reabre a quest√£o...
- Intervenção da Nutrição no "Medida Certa" do Fantástico
- Suplementação de proteínas e a "Janela de Oportunidade"
- Se eu não devo fazer dieta, o que eu faço?
- O que s√£o e como funcionam (se √© que funcionam...) os suplementos ¬ďpr√©-treino¬Ē?
- Suplementação de carboidratos: alimento ou suplemento?
- Com culote ... "sans culotte"
- Radicais livres: combatê-los ou não combatê-los?
- Suco de beterraba para ¬ďnitrar¬Ē seu treino!
- Frutose: devemos nos preocupar?
- Guia Alimentar para a População Brasileira: o guia que acertou em cheio e conquistou o mundo!
- Suplementação de proteínas e emagrecimento
- Comida vicia?
- Suplementação de arginina e citrulina melhoram o desempenho?
- Para ganhar mais massa magra, devo comer de 3 em 3 horas?
- Bifinho para ficar fortinho!
- Suplementação de proteínas e exercícios de endurance: além da hipertrofia muscular
- Comer de 3 em 3 horas ... porque mesmo?
- Suplementa√ß√£o de creatina: tem que fazer ¬ďcarregamento¬Ē?
- Suplementação de glutamina e intestino: para quem?
- BCAAs para corredores e maratonistas: mais um caso de desperdício de dinheiro?
- Perigo: suplemento contaminado!
- BCAAs e Treinamento de Força
- Se um alimento pode dar alergia, o melhor é evitá-lo? Não.
- Vale a pena suplementar glutamina?
- Ciência Informa responde: Comer salada antes da refeição faz com que eu coma menos?
- Frutinhas milagrosas: qual o real benefício do goji berry?
- Nos alimentamos de nutrientes ou comida?
- Suplementos de Vitaminas e Minerais engordam?
- Ch√° verde, ch√° branco e ch√° oolong realmente emagrecem?
- Treinamento concorrente: mais uma aplicação da suplementação de creatina
- Termogênicos (Parte 3): o que esperar da cafeína?
- Termog√™nicos parte 2: A falha l√≥gica das subst√Ęncias termog√™nicas
- Dietas Restritivas: Detox¬Ö.desintoxicar o que?
- Ciência Informa Responde: maltodextrina
- Termogênicos parte I: carnitina como fat burner
- Suplementação de HMB: muito bom para ser verdade?
- Alimentos diet e light funcionam?
- Em excesso, até água faz mal!
- O que os suplementos realmente podem fazer por você?
- Proteína para que te quero - Parte 5: Suplementação de proteínas para idosos
- Carboidrato e Peso Corporal
- Quais os riscos da suplementação com beta-alanina?
- Proteína para que te quero - Parte 4: A JANELA DE OPORTUNIDADE e a suplementação de proteínas
- A desidratação realmente piora o desempenho esportivo?
- Proteína para que te quero - Parte 3: A fonte de proteína faz a diferença? Qual a melhor fonte proteica?
- Beta-alanina para quem?
- Proteína para que te quero - Parte 2
- Alimentação é uma simples questão de escolha?
- Proteína para que te quero - Parte 1
- Beta-alanina: o que é e o que faz esse novo suplemento?
- Quer emagrecer? Fuja das dietas...
- Suplementação de creatina: antes ou após o treino?
- Sem Gl√ļten ou Com Gl√ļten?
- Carboidrato à noite engorda?
- Até tu, adoçante?



Busca

Receba Atualiza√ß√Ķes

Envia sua sugest√£o de temas


Nossos Colaboradores

Prof. Bruno Gualano, PhD
Prof. Associado da Universidade de S√£o Paulo

Profa. Desire Coelho, PhD
Nutricionista Clínica e Esportiva

Profa. Fabiana Benatti, PhD
Pós-Doutora na Universidade de São Paulo (USP)

Prof. Guilherme Artioli, PhD
Prof. Dr. da Universidade de S√£o Paulo

Prof. Hamilton Roschel, PhD
Prof. Dr. da Universidade de S√£o Paulo