Home Nutri√ß√£o Exerc√≠cios Sa√ļde Quem Somos A que viemos Contato

10 de novembro de 2017

Vida e Sa√ļde

Sim à Educação Física Inclusiva!


O tema Educação Física Inclusiva veio à tona, recentemente, a partir da ameaça de cancelamento do premiado curso comunitário Natação Inclusiva, da Escola de Educação Física e Esporte da USP (para detalhes, ver o link https://www.youtube.com/watch?v=6iqOTYNIRA0), onde temos estudado e trabalhado há mais de 15 anos.



O curso em questão tem como objetivo desenvolver atividades na piscina destinadas a pessoas com deficiências motoras (ortopédicas ou neurológicas), visuais ou auditivas, com a participação de seus acompanhantes e/ou familiares. Trata-se de um trabalho que sempre trouxe orgulho à comunidade USPiana; é, afinal, a Universidade pública cumprindo seu dever social de retribuir o investimento e entregar à população um serviço assistencial de qualidade. Por além disso, deve-se destacar que o curso também proporciona valiosas oportunidades para realização de pesquisas científicas e para o treinamento de alunos de graduação, que futuramente poderão atuar nesse campo de trabalho tão socialmente relevante.  



Com a aposentadoria da docente responsável pelo curso, suas atividades estão ameaçadas de serem interrompidas, sob o argumento de que não há outro professor que queira assumir a responsabilidade de conduzi-lo, por suposta falta de conhecimento do tema.



Tem causado espécie a muitos que, numa das mais conceituadas escolas de Educação Física do mundo – como regozijamos a cada ranking que é divulgado (http://jornal.usp.br/universidade/usp-esta-entre-as-melhores-do-mundo-na-area-de-ciencia-do-esporte/) – não haja nenhum docente capaz de gerenciar tal curso, mantendo um serviço sabidamente essencial e vantajoso a uma parcela da população tanto sofre com exclusão e desrespeito, infelizmente. De fato, posso atestar que nosso corpo docente é composto por pesquisadores com inegável capacidade de atuar, efetivamente, junto a pessoas com deficiência.



Que há riscos envolvidos no trabalho com essa população, como alegam os dirigentes, não resta dúvida. Contudo, quem atua com pacientes sabe muito bem que os riscos inerentes à prática de exercícios (mesmo os aquáticos) são perfeitamente manejáveis, e não devem jamais funcionar como barreiras ao acesso à atividade física. Recentemente, alertamos para o fato de que indevida superproteção do paciente por parte do profissional é um dos principais fatores predisponentes ao cerceamento do movimento, o que, por sua vez, associa-se a diversos males físicos, mentais e sociais (http://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-biologicas/exercicio-trata-sintoma-de-doenca-reumatologica-em-criancas/). Se riscos existem, cabe à Instituição, na figura de seus dirigentes, criar condições ótimas de segurança, e não simplesmente recorrer ao encerramento do programa, desamparando seus usuários. Nesse lamentável episódio, a mensagem que se passa à sociedade é que o acesso à Educação Física não é direito do indivíduo com deficiência, o que beira a discriminação.



Portanto, nenhum argumento plausível parece convencer da necessidade de interrupção do curso, que, caso se consolide – sobretudo com base nos motivos apresentados –, representará um imenso desserviço à toda área de Educação Física. Abdicar-se de trabalhar com essa população é a emissão de um atestado de incompetência profissional – emitido pela nossa própria classe – que há tanto tempo luta para ter sua importância reconhecida em equipes multidisciplinares de saúde; é negar à área talvez o seu papel mais nobre, que é de levar a quem quer que seja – através do movimento corporal – saúde, prazer e cultura.  



Dessa forma, posicionamo-nos contra o apequenamento da Educação Física, e a favor do direito ao movimento corporal para indivíduos com qualquer tipo de deficiência física. Vida longa à Natação Inclusiva da Escola de Educação Física e Esporte da USP! 



 



Você pode apoiar a causa através do seguinte abaixo-assinado:



 https://sites.google.com/view/natacao-inclusiva/home



 



Bruno Gualano e Guilherme Artioli – docentes da EEFEUSP







Coment√°rios

Veja também


- Não, géis "redutores de gordura" não funcionam!!
- Sim à Educação Física Inclusiva!
- Os (muitos) problemas do IMC.
- Cirurgia Bariátrica: efeitos na massa muscular e óssea
- √Č poss√≠vel emagrecer fazendo apenas exerc√≠cio?
- ¬ďSe eu n√£o tomar meu antibi√≥tico at√© o fim, vou criar bact√©rias resistentes?¬Ē
- Constipação: muito além da fibra e água!
- Como funciona o efeito placebo? Parte 1
- Obesidade Juvenil - quantas horas por dia seu filho fica sentado?
- √Č dif√≠cil emagrecer, mas t√£o f√°cil recuperar! Entenda o porqu√™.
- Por que é tão fácil engordar? - Parte 1
- Tontura e desmaio após o exercício? Não é hipoglicemia!
- Dicar para n√£o exagerar (muito) nas festas de fim de ano
- Homeopatia e efeito placebo
- Quando crer é poder: novas evidências do efeito placebo na Nutrição Esportiva!
- Emagrecimento com exercício? Esqueça a balança!
- Como melhorar o resultado do seu paciente ou aluno?
- Exercício e Nutrição na Obesidade Materna
- O ¬ďcoach¬Ē e a cartomante
- Por que n√£o devemos comentar sobre o peso (ou corpo) das pessoas, mesmo quando...
- Como a atividade f√≠sica previne o c√Ęncer?
- Balc√£o da cozinha e obesidade ¬Ė existe alguma rela√ß√£o?
- O que é microbiota?
- Exercício ou dieta? Qual o melhor para emagrecer?
- ¬ďTratamento¬Ē medicamentoso para perda de peso.
- Futura mam√£e, quer ter mais sa√ļde durante a gravidez? Exercite-se!
- Videogames ativos e sa√ļde infanto-juvenil
- Transtornos Alimentares - o que s√£o e o que fazer?
- Perda r√°pida de peso nos esportes de combate
- 5 mitos sobre emagrecimento para esquecer de uma vez por todas
- Transtornos alimentares: O que o profissional de Educação Física tem a ver com isso?
- Perda de peso corporal e metabolismo: sobre o estudo do "the biggest loser"
- Por que eu n√£o devo fazer compras no mercado com fome?
- Por que a perda r√°pida de peso deve ser banida dos esportes de luta?
- Exercício e depressão
- Como emagrecer e ganhar massa muscular ao mesmo tempo?
- Por que envelhecemos? Como podemos combater o envelhecimento?
- Tudo que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda!!!!!!!!!!!!
- Placebo ¬ďinjet√°vel¬Ē melhora o desempenho esportivo.
- Termogênicos para emagrecer?
- Exerc√≠cio f√≠sico (aer√≥bio): um forte aliado luta contra o c√Ęncer.
- √Āgua alcalina faz bem para a sa√ļde?
- Fisicamente Ativo vs Sedent√°rio
- Misturar bebida alcoólica faz mal?
- Hipoglicemia durante o exercício - isso é possível?
- Por que sentimos c√Ęimbras?
- Glutamina melhora o sistema imune?
- √Āgua emagrece? Sim, n√£o ou talvez?
- Estou seguro! Estou tomando esteroides com acompanhamento de um especialista!
- Mudando paradigmas no ¬ďtratamento¬Ē da obesidade.
- 9 motivos para n√£o usar esteroides anabolizantes
- Efeitos adversos dos suplementos nutricionais
- Perda de peso no MMA: estamos esperando uma tragédia?
- Gordura corporal: diga-me onde estás que te direi quem és..
- Não, géis "emagrecedores" não derretem a gordura, tampouco ela "sai no xixi"!
- O que Darwin diria sobre a obesidade.
- Leite: qual a real causa da intoler√Ęncia?
- Suplementos como proteínas e creatina prejudicam a função renal?
- Creatina pode causar c√Ęncer?
- Fez lipoaspiração? Tem que treinar!
- Drenagem linf√°tica emagrece?
- P√≥s-Gradua√ß√£o em Nutri√ß√£o Esportiva - INSCRI√á√ēES ABERTAS!
- Parada técnica para hidratação no futebol: necessidade fisiológica ou cuidado em excesso?
- A mais nova droga ¬ďanti-obesidade¬Ē e os mesmos velhos dilemas...
- Fugindo do sedentarismo no ambiente de trabalho
- Comer antes de dormir, crime por assalto à geladeira ou estratégia nutricional consciente?
- Os (muitos) problemas do IMC!
- Perder peso ou emagrecer?
- As hip√≥teses, os fatos e as ¬ďpicuinhas metab√≥licas¬Ē na Nutri√ß√£o Esportiva...
- O exercício e a vitamina D previnem queda em idosos?
- Tempo ativo ou tempo sedent√°rio: o que √© mais importante para a sa√ļde?
- ¬ďExerc√≠cio √© rem√©dio¬Ē para a osteoartrite!!
- Estudo sugere que o uso de suplementos anab√≥licos pode causar c√Ęncer.
- Sobre a busca do corpo perfeito...
- Então a alimentação (e não o exercício) é a chave para combater a obesidade? Calma, muito cuidado nessa hora!
- Feliz P√°scoa!!
- Ingestão de bebidas alcóolicas inibe o emagrecimento?
- Exerc√≠cio em jejum ¬ďrevisitado¬Ē¬Ė associar treinos em jejum √† dieta hipocal√≥rica emagrece mais?
- Ciência inForma comenta o caso Anderson Silva
- Exerc√≠cio na obesidade: pensando ¬ďfora da caixa¬Ē (Parte 2)
- Projeto: "Sa√ļde e Bem-Estar na Obesidade"
- Suplementos esportivos fazem mal √† sa√ļde?
- Lançamento do Livro: "A Dieta Ideal"
- Procedimentos estéticos como drenagem linfática, criolipólise e carboxiterapia emagrecem?
- Exerc√≠cio na obesidade: pensando ¬ďfora da caixa¬Ē (Parte 1)
- Boas Festas e Férias!!!
- O placebo na nutrição esportiva
- Ciência Informa Responde: Para onde vai a gordura?
- Lipoaspiração e seus efeitos adversos...
- Ciência Informa Responde: perda de peso em Spas
- Obesidade metabolicamente saud√°vel ¬Ė isso existe? ¬Ė Parte 2
- Obesidade metabolicamente saud√°vel ¬Ė isso existe?
- Curso USP: Suplementação Esportiva
- Quer emagrecer? Desligue a TV!
- Perder Peso ou Emagrecer?
- Sejam Bem Vindos!!!



Busca

Receba Atualiza√ß√Ķes

Envia sua sugest√£o de temas


Nossos Colaboradores

Prof. Bruno Gualano, PhD
Prof. Associado da Universidade de S√£o Paulo

Profa. Desire Coelho, PhD
Nutricionista Clínica e Esportiva

Profa. Fabiana Benatti, PhD
Pós-Doutora na Universidade de São Paulo (USP)

Prof. Guilherme Artioli, PhD
Prof. Dr. da Universidade de S√£o Paulo

Prof. Hamilton Roschel, PhD
Prof. Dr. da Universidade de S√£o Paulo