Home Nutrição Exercícios Saúde Quem Somos A que viemos Contato

05 de outubro de 2015

Vida e Saúde

Gordura corporal: diga-me onde estás que te direi quem és..

Não é novidade para ninguém que vivemos em uma época em que a magreza é o padrão de beleza e, com isso, cada vez mais pessoas ao querem eliminar toda e qualquer gordura corporal por entenderem que isso também seria mais saudável. Porém, diversos estudos nos mostram que nem toda gordura é igual e algumas não só não fazem mal, como fazem bem.


A gordura é estocada no tecido adiposo branco em diferentes regiões do nosso corpo e, a preferência no local de depósito é fortemente determinada por aspectos genéticos e hormonais. Mulheres, por exemplo, possuem a tendência de acúmulo na região abaixo da pele (subcutânea), principalmente na área do quadril e coxas (já leu nosso post sobre culote? Clique aqui). Já os homens acumulam gordura preferencialmente na região abdominal, principalmente na região das vísceras. Portanto, um homem e uma mulher que possuem  o mesmo grau de sobrepeso ou até obesidade leve, certamente não apresentarão o mesmo risco metabólico, ou seja, o homem apresentará uma piora de diversos marcadores metabólicos, enquanto a mulher poderá não apresentar  nenhuma alteração. 



Por muito tempo, os pesquisadores se perguntavam se isso era apenas uma questão de localização da gordura. Para obter essa resposta, foram realizados estudos com transplante de tecido adiposo. Nesses estudos,  os depósitos de tecido adiposo eram transplantados de um local para outro. Em um desses estudos, por exemplo, o depósito subcutâneo de animais saudáveis foi transplantado na região visceral de animais com obesidade. Como resultado, foi observada uma melhora de diversos parâmetros metabólicos. Sendo assim, esse e outros estudos demonstraram que os depósitos possuem características diferentes. 



Enquanto a gordura visceral apresenta células grandes (que aumentam de tamanho por hipertrofia), o tecido subcutâneo tem maior concentração de células pequenas (que aumentam de quantidade por hiperplasia). O tamanho da célula diz muito sobre sua atividade metabólica. Quanto maior seu tamanho, maior será a infiltração de macrófagos, a secreção de citocinas pró-inflamatórias e de hormônios que estão diretamente relacionados com doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e até mesmo alguns tipos de câncer.  Essas células da gordura subcutânea, menores em tamanho, produzem citocinas anti-inflamatórias e hormônios como adiponectina e leptina, que estão relacionadas com melhora da sensibilidade à insulina e proteção cardiovascular. 



Além disso, foi descoberto, recentemente, que o tecido adiposo subcutâneo apresenta células adiposas do tipo marrom. O tecido adiposo marrom possui atividade oposta a do tecido adiposo branco: enquanto o branco reserva energia, o marrom queima. Isso porque este possui uma proteína mitocondrial chamada UCP-1, que é capaz de "transformar" a energia acumulada em calor. Esse tecido é característico de animais que hibernam, como os ursos; sabe-se que bebês também possuem uma grande quantidade desse tecido para manter seus corpos aquecidos durante o sono. No entanto, há menos de uma década, descobriu-se que adultos também possuem tecido adiposo marrom. As pesquisas mais recentes indicam que os tecidos adiposos marrom e branco não são tão independentes um do outro como se imaginava. Na verdade, estudo recente demonstrou que uma célula de gordura branca pode se transformar em uma célula marrom, processo chamado "amarronzamento" (do inglês "browning"). As células susceptíveis a esse processo estão sendo chamadas de "bege" (ou “brite”, em inglês) que, assim como as células marrons, tendem a “estocar” menos e "queimar” mais gordura. A via inversa também é possível; dependendo do estúmulo, células marrons podem se tornar brancas. E quais seriam esses estímulos? Estudos preliminares apontam que enquanto uma dieta hipercalórica está relacionada com o "branqueamento" de células, o frio intenso e o exercício físico regular estão relacionados com o "amarronzamento". Não é maravilhoso?



Portanto, em relação à saúde metabólica, talvez o local de depósito do tecido adiposo possa ser mais importante do que a quantidade de gordura corporal total. Lembrem-se que estímulos ambientais, como o exercício e a dieta, podem modificar o perfil do tecido adiposo, para o "bem" ou para o "mal".



Desire Coelho – Blog Ciência inForma



www.cienciainforma.com.br



 



Para saber mais:



Smith U. Abdominal obesity: a marker of ectopic fat accumulation. J Clin Invest. 2015 May;125(5):1790-2.



Foster et al. Subcutaneous Adipose Tissue Transplantation in Diet-Induced Obese Mice Attenuates Metabolic Dysregulation While Removal Exacerbates It. Physiol Rep. 2013 Aug;1(2)



Stanford KI, Middelbeek RJ, Goodyear LJ. Exercise Effects on White Adipose Tissue: Beiging and Metabolic Adaptations. Diabetes. 2015 Jul;64(7):2361-8



Dempersmier J, Sul HS. Shades of brown: a model for thermogenic fat. Front Endocrinol (Lausanne). 2015







Comentários

Veja também


- Constipação: muito além da fibra e água!
- Como funciona o efeito placebo? Parte 1
- Obesidade Juvenil - quantas horas por dia seu filho fica sentado?
- É difícil emagrecer, mas tão fácil recuperar! Entenda o porquê.
- Por que é tão fácil engordar? - Parte 1
- Tontura e desmaio após o exercício? Não é hipoglicemia!
- Dicar para não exagerar (muito) nas festas de fim de ano
- Homeopatia e efeito placebo
- Quando crer é poder: novas evidências do efeito placebo na Nutrição Esportiva!
- Emagrecimento com exercício? Esqueça a balança!
- Como melhorar o resultado do seu paciente ou aluno?
- Exercício e Nutrição na Obesidade Materna
- O “coach” e a cartomante
- Por que não devemos comentar sobre o peso (ou corpo) das pessoas, mesmo quando...
- Como a atividade física previne o câncer?
- Balcão da cozinha e obesidade – existe alguma relação?
- O que é microbiota?
- Exercício ou dieta? Qual o melhor para emagrecer?
- “Tratamento” medicamentoso para perda de peso.
- Futura mamãe, quer ter mais saúde durante a gravidez? Exercite-se!
- Videogames ativos e saúde infanto-juvenil
- Transtornos Alimentares - o que são e o que fazer?
- Perda rápida de peso nos esportes de combate
- 5 mitos sobre emagrecimento para esquecer de uma vez por todas
- Transtornos alimentares: O que o profissional de Educação Física tem a ver com isso?
- Perda de peso corporal e metabolismo: sobre o estudo do "the biggest loser"
- Por que eu não devo fazer compras no mercado com fome?
- Por que a perda rápida de peso deve ser banida dos esportes de luta?
- Exercício e depressão
- Como emagrecer e ganhar massa muscular ao mesmo tempo?
- Por que envelhecemos? Como podemos combater o envelhecimento?
- Tudo que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda!!!!!!!!!!!!
- Placebo “injetável” melhora o desempenho esportivo.
- Termogênicos para emagrecer?
- Exercício físico (aeróbio): um forte aliado luta contra o câncer.
- Água alcalina faz bem para a saúde?
- Fisicamente Ativo vs Sedentário
- Misturar bebida alcoólica faz mal?
- Hipoglicemia durante o exercício - isso é possível?
- Por que sentimos câimbras?
- Glutamina melhora o sistema imune?
- Água emagrece? Sim, não ou talvez?
- Estou seguro! Estou tomando esteroides com acompanhamento de um especialista!
- Mudando paradigmas no “tratamento” da obesidade.
- 9 motivos para não usar esteroides anabolizantes
- Efeitos adversos dos suplementos nutricionais
- Perda de peso no MMA: estamos esperando uma tragédia?
- Gordura corporal: diga-me onde estás que te direi quem és..
- Não, géis "emagrecedores" não derretem a gordura, tampouco ela "sai no xixi"!
- O que Darwin diria sobre a obesidade.
- Leite: qual a real causa da intolerância?
- Suplementos como proteínas e creatina prejudicam a função renal?
- Creatina pode causar câncer?
- Fez lipoaspiração? Tem que treinar!
- Drenagem linfática emagrece?
- Pós-Graduação em Nutrição Esportiva - INSCRIÇÕES ABERTAS!
- Parada técnica para hidratação no futebol: necessidade fisiológica ou cuidado em excesso?
- A mais nova droga “anti-obesidade” e os mesmos velhos dilemas...
- Fugindo do sedentarismo no ambiente de trabalho
- Comer antes de dormir, crime por assalto à geladeira ou estratégia nutricional consciente?
- Os (muitos) problemas do IMC!
- Perder peso ou emagrecer?
- As hipóteses, os fatos e as “picuinhas metabólicas” na Nutrição Esportiva...
- O exercício e a vitamina D previnem queda em idosos?
- Tempo ativo ou tempo sedentário: o que é mais importante para a saúde?
- “Exercício é remédio” para a osteoartrite!!
- Estudo sugere que o uso de suplementos anabólicos pode causar câncer.
- Sobre a busca do corpo perfeito...
- Então a alimentação (e não o exercício) é a chave para combater a obesidade? Calma, muito cuidado nessa hora!
- Feliz Páscoa!!
- Ingestão de bebidas alcóolicas inibe o emagrecimento?
- Exercício em jejum “revisitado”– associar treinos em jejum à dieta hipocalórica emagrece mais?
- Ciência inForma comenta o caso Anderson Silva
- Exercício na obesidade: pensando “fora da caixa” (Parte 2)
- Projeto: "Saúde e Bem-Estar na Obesidade"
- Suplementos esportivos fazem mal à saúde?
- Lançamento do Livro: "A Dieta Ideal"
- Procedimentos estéticos como drenagem linfática, criolipólise e carboxiterapia emagrecem?
- Exercício na obesidade: pensando “fora da caixa” (Parte 1)
- Boas Festas e Férias!!!
- O placebo na nutrição esportiva
- Ciência Informa Responde: Para onde vai a gordura?
- Lipoaspiração e seus efeitos adversos...
- Ciência Informa Responde: perda de peso em Spas
- Obesidade metabolicamente saudável – isso existe? – Parte 2
- Obesidade metabolicamente saudável – isso existe?
- Curso USP: Suplementação Esportiva
- Quer emagrecer? Desligue a TV!
- Perder Peso ou Emagrecer?
- Sejam Bem Vindos!!!



Busca

Receba Atualizações

Envia sua sugestão de temas


Nossos Colaboradores

Prof. Bruno Gualano, PhD
Prof. Associado da Universidade de São Paulo

Profa. Desire Coelho, PhD
Nutricionista Clínica e Esportiva

Profa. Fabiana Benatti, PhD
Pós-Doutora na Universidade de São Paulo (USP)

Prof. Guilherme Artioli, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo

Prof. Hamilton Roschel, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo