Home Nutrição Exercícios Saúde Quem Somos A que viemos Contato

02 de novembro de 2015

Vida e Saúde

9 motivos para não usar esteroides anabolizantes

Para que você pensa em usar ou está usando esteroides anabolizantes, veja o que pode acontecer com 9 diferentes sistemas do seu organismo. Depois se pergunte: vale a pena?


Há muita gente por aí que acredita – e, pior do que isso, prega em redes sociais – que o uso de esteroides anabolizantes pode ser seguro. Há quem acredite também em Papai Noel e Coelho da Páscoa. À luz da ciência, contudo, a segurança dos esteroides anabolizantes parece ser tão falsa quando à existência dos simpáticos personagens citados que permeiam o imaginário das crianças. 



Neste post, listo alguns sintomas associados ao uso de esteroides anabolizantes que podem afetar 9 diferentes sistemas orgânicos.




  1. Sistema musculoesquelético: fechamento prematuro do disco epifisário (em adolescentes), rabdomiólise (“destruição”  do músculo, com consequente liberação de seus componentes na circulação), ruptura de tendões, lesões ligamentares, hérnia de disco. 

  2. Sistema cardiovascular: redução do HDL (“bom colesterol”) e aumento do LDL (“mau colesterol”), doença coronária cardíaca, infarto do miocárdio, hipertensão, arritmias, hipertrofia do ventrículo esquerdo, hipertrofia cardíaca, cardiomapatia dilatada, insuficiência cardíaca, morte súbita. 

  3. Sistema hepático: esteatose (acúmulo de gordura), peliose (doença vascular induzida por drogas), adenoma (tumor benigno raro), câncer, coma hepático. 

  4. Sistema renal: redução do ritmo de filtração glomerular (disfunção renal), glomeruloesclerose (doença do glomérulo), nefrose colêmica (lesão degenerativa do rim), insuficiência renal.

  5. Sistema nervoso / Cognitivo: irritabilidade, nervosismo, inquietude, agressividade, dependência, abstinência, depressão, comportamento inconsequente, pensamentos suicidas, transtornos de imagem. 

  6. Pele: acne, estrias, suor em excesso, alopecia (queda de cabelo), hirsutismo (crescimento de pelos em excesso nas mulheres). 

  7. Sistema reprodutivo masculino: redução do volume testicular, supressão da produção de espermatazoides, infertilidade, perda de libido, disfunção erétil, ginecomastia (aumento do volume das mamas no homem), hipogonadismo (redução na produção “natural” de testosterona), câncer de testículo. 

  8. Sistema reprodutivo feminino: anovulação (cessação da ovulação), amenorreia (cessação da menstruação), dismenorreia (cólica antes ou durante a menstruação), infertilidade, atrofia de mamas, disfonia (alteração ou enfraquecimento da voz). 

  9. Sistema hematopoiético (produção de células sanguíneas) e coagulatório: hipercoagulação, tromboembolismo venoso e arterial (entupimento de vasos por formação de coágulos), acidente vascular encefálico (derrame), policitemia (grande aumento da quantidade de hemácias circulantes), aumentos anormais de eritrócitos (glóbulos vermelhos), hemoblobina (proteína que transporta oxigênio, localizada no interior dos eritrócitos) e hematócrito (percentual do sangue que é ocupado pelos eritrócitos). 



Pois é, pessoal, uma listinha a dar inveja aos mais temidos remédios ”tarja preta”. Ainda assim, muitos “especialistas” dirão que é possível evitar todos esses efeitos adversos com acompanhamento médico. Não acreditem. Os sintomas acima, quando detectados, podem indicar a existência de condições clínicas graves já instaladas (ex.: câncer, disfunção cardíaca, hepática ou renal), de prognóstico ruim. Tratamentos médicos poderão ou não ser eficazes nesses casos, mas o risco poderá ser alto. Evidentemente, nem todos respondem da mesma forma aos esteroides anabolizantes. Alguns indivíduos podem sofrer apenas de acne, outros, de morte súbita. Impossível de prever à qual grupo você pertence. É uma brincadeira de “roleta-russa”.  Aos que possuem amor à vida: fiquem longe dessas drogas! Profissionais da área da saúde: trabalhem incessantemente para conscientizar seus alunos e pacientes sobre os riscos do uso “recreacional” de esteroides anabolizantes. 



Até a próxima!



Bruno Gualano - Blog Ciência inForma



www.cienciainforma.com.br



Para conhecer mais sobre o tema, leia: 



Nieschlag E, Vorona E. Doping with anabolic androgenic steroids (AAS): Adverse effects on non-reproductive organs and functions. Rev Endocr Metab Disord (in press). 



Pope Jr HG, Wood RI, Rogol A, Nyberg F, Bowers L, Bhasin S. Adverse health consequences of performance-enhancing drugs: an Endocrine Society scientific statement. Endocr Rev. 2014;35: 341–75.



Nieschlag E, Vorona E. Medical consequences of doping with anabolic androgenic steroids (AAS): effects on reproductive functions. Eur J Endocrinol. 2015.03.24.







Comentários

Veja também


- Não, géis "redutores de gordura" não funcionam!!
- Sim à Educação Física Inclusiva!
- Os (muitos) problemas do IMC.
- Cirurgia Bariátrica: efeitos na massa muscular e óssea
- É possível emagrecer fazendo apenas exercício?
- “Se eu não tomar meu antibiótico até o fim, vou criar bactérias resistentes?”
- Constipação: muito além da fibra e água!
- Como funciona o efeito placebo? Parte 1
- Obesidade Juvenil - quantas horas por dia seu filho fica sentado?
- É difícil emagrecer, mas tão fácil recuperar! Entenda o porquê.
- Por que é tão fácil engordar? - Parte 1
- Tontura e desmaio após o exercício? Não é hipoglicemia!
- Dicar para não exagerar (muito) nas festas de fim de ano
- Homeopatia e efeito placebo
- Quando crer é poder: novas evidências do efeito placebo na Nutrição Esportiva!
- Emagrecimento com exercício? Esqueça a balança!
- Como melhorar o resultado do seu paciente ou aluno?
- Exercício e Nutrição na Obesidade Materna
- O “coach” e a cartomante
- Por que não devemos comentar sobre o peso (ou corpo) das pessoas, mesmo quando...
- Como a atividade física previne o câncer?
- Balcão da cozinha e obesidade – existe alguma relação?
- O que é microbiota?
- Exercício ou dieta? Qual o melhor para emagrecer?
- “Tratamento” medicamentoso para perda de peso.
- Futura mamãe, quer ter mais saúde durante a gravidez? Exercite-se!
- Videogames ativos e saúde infanto-juvenil
- Transtornos Alimentares - o que são e o que fazer?
- Perda rápida de peso nos esportes de combate
- 5 mitos sobre emagrecimento para esquecer de uma vez por todas
- Transtornos alimentares: O que o profissional de Educação Física tem a ver com isso?
- Perda de peso corporal e metabolismo: sobre o estudo do "the biggest loser"
- Por que eu não devo fazer compras no mercado com fome?
- Por que a perda rápida de peso deve ser banida dos esportes de luta?
- Exercício e depressão
- Como emagrecer e ganhar massa muscular ao mesmo tempo?
- Por que envelhecemos? Como podemos combater o envelhecimento?
- Tudo que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda!!!!!!!!!!!!
- Placebo “injetável” melhora o desempenho esportivo.
- Termogênicos para emagrecer?
- Exercício físico (aeróbio): um forte aliado luta contra o câncer.
- Água alcalina faz bem para a saúde?
- Fisicamente Ativo vs Sedentário
- Misturar bebida alcoólica faz mal?
- Hipoglicemia durante o exercício - isso é possível?
- Por que sentimos câimbras?
- Glutamina melhora o sistema imune?
- Água emagrece? Sim, não ou talvez?
- Estou seguro! Estou tomando esteroides com acompanhamento de um especialista!
- Mudando paradigmas no “tratamento” da obesidade.
- 9 motivos para não usar esteroides anabolizantes
- Efeitos adversos dos suplementos nutricionais
- Perda de peso no MMA: estamos esperando uma tragédia?
- Gordura corporal: diga-me onde estás que te direi quem és..
- Não, géis "emagrecedores" não derretem a gordura, tampouco ela "sai no xixi"!
- O que Darwin diria sobre a obesidade.
- Leite: qual a real causa da intolerância?
- Suplementos como proteínas e creatina prejudicam a função renal?
- Creatina pode causar câncer?
- Fez lipoaspiração? Tem que treinar!
- Drenagem linfática emagrece?
- Pós-Graduação em Nutrição Esportiva - INSCRIÇÕES ABERTAS!
- Parada técnica para hidratação no futebol: necessidade fisiológica ou cuidado em excesso?
- A mais nova droga “anti-obesidade” e os mesmos velhos dilemas...
- Fugindo do sedentarismo no ambiente de trabalho
- Comer antes de dormir, crime por assalto à geladeira ou estratégia nutricional consciente?
- Os (muitos) problemas do IMC!
- Perder peso ou emagrecer?
- As hipóteses, os fatos e as “picuinhas metabólicas” na Nutrição Esportiva...
- O exercício e a vitamina D previnem queda em idosos?
- Tempo ativo ou tempo sedentário: o que é mais importante para a saúde?
- “Exercício é remédio” para a osteoartrite!!
- Estudo sugere que o uso de suplementos anabólicos pode causar câncer.
- Sobre a busca do corpo perfeito...
- Então a alimentação (e não o exercício) é a chave para combater a obesidade? Calma, muito cuidado nessa hora!
- Feliz Páscoa!!
- Ingestão de bebidas alcóolicas inibe o emagrecimento?
- Exercício em jejum “revisitado”– associar treinos em jejum à dieta hipocalórica emagrece mais?
- Ciência inForma comenta o caso Anderson Silva
- Exercício na obesidade: pensando “fora da caixa” (Parte 2)
- Projeto: "Saúde e Bem-Estar na Obesidade"
- Suplementos esportivos fazem mal à saúde?
- Lançamento do Livro: "A Dieta Ideal"
- Procedimentos estéticos como drenagem linfática, criolipólise e carboxiterapia emagrecem?
- Exercício na obesidade: pensando “fora da caixa” (Parte 1)
- Boas Festas e Férias!!!
- O placebo na nutrição esportiva
- Ciência Informa Responde: Para onde vai a gordura?
- Lipoaspiração e seus efeitos adversos...
- Ciência Informa Responde: perda de peso em Spas
- Obesidade metabolicamente saudável – isso existe? – Parte 2
- Obesidade metabolicamente saudável – isso existe?
- Curso USP: Suplementação Esportiva
- Quer emagrecer? Desligue a TV!
- Perder Peso ou Emagrecer?
- Sejam Bem Vindos!!!



Busca

Receba Atualizações

Envia sua sugestão de temas


Nossos Colaboradores

Prof. Bruno Gualano, PhD
Prof. Associado da Universidade de São Paulo

Profa. Desire Coelho, PhD
Nutricionista Clínica e Esportiva

Profa. Fabiana Benatti, PhD
Pós-Doutora na Universidade de São Paulo (USP)

Prof. Guilherme Artioli, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo

Prof. Hamilton Roschel, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo