Home Nutrição Exercícios Saúde Quem Somos A que viemos Contato

27 de junho de 2016

Vida e Saúde

Futura mamãe, quer ter mais saúde durante a gravidez? Exercite-se!

Há não muito tempo atrás, as gestantes eram advertidas a não realizarem atividade física devido ao suposto risco de parto prematuro. Entretanto, dados de uma recente revisão sugerem o oposto: mulheres que se exercitam ao longo da gravidez tendem a apresentarem menores chances de partos prematuros. E os benefícios da prática de atividade física durante a gestação não param por aí...confira no post de hoje!


É comum ouvir falar que pessoas com alguma vulnerabilidade devam se abster da prática de atividade física, como se esta fosse trazer uma dose extra de riscos e prejuízos. Essa ideia se aplica ao paciente com alguma doença crônica, ao idoso e à gestante. Nos dois primeiros casos, temos mostrado neste blog que esse pensamento é falso. E no que diz respeito à gestação: o exercício poderia conferir algum tipo de risco, como parto prematuro, um dos maiores riscos de mortalidade perinatal?

Essa foi exatamente a pergunta central de uma recente revisão (ver referência abaixo), que incluiu dados de 2.059 gestantes que participaram de estudos planejados para avaliarem os efeitos do exercício aeróbio durante a gravidez. Quando todos os dados foram analisados em conjunto, as mulheres que se exercitaram ao longo da gestação – com frequência de 2 a 4 vezes por semana e em sessões de 35 min a 1h30 de duração – não apresentaram riscos aumentados de parto prematuro (definido como aqueles com duração inferior a 37 semanas).

A revisão também demonstrou que a prática de exercícios foi associada com maiores chances de parto vaginal, menores chances de cesárea, bem como menores riscos de diabetes mellitus gestacional e desordens hipertensivas. Além disso, o exercício não aumentou os riscos de baixo peso ao nascer.

Por muitos anos, acreditou-se que o exercício pudesse aumentar os riscos de parto prematuro por estimular a secreção de hormônios como a noradrenalina, que podem aumentar a atividade do miométrio (camada muscular do útero). Por outro lado, sabemos, atualmente, que o exercício também pode atuar por outros mecanismos que, em teoria, evitam a prematuridade, como redução do estresse oxidativo e melhora da vascularização da placenta. A mensagem que essa nova revisão nos passa é que quando todas as ações do exercício se combinam, o tempo gestacional permanece estável e o risco de parto prematuro não é salientado.

Assim, podemos concluir que as gestantes saudáveis podem realizar, com segurança, exercícios aeróbios, que conferem proteção contra doenças graves, como diabetes e hipertensão.  É importante salientar que a gestante deve sempre procurar orientação de um profissional de Educação Física capacitado, que deverá ponderar os eventuais riscos da praticante (como, por exemplo, obesidade e outras complicações gestacionais) e planejar um programa de atividade física que traga saúde, prazer e bem- estar à futura mamãe e ao seu bebê.



Ps.: Aproveitando o ensejo do tema, dedico este texto a minha pequena princesa Isabel , que embeleza a chamada deste post.   



Até a próxima!



Prof. Dr. Bruno Gualano - Blog Ciência InForma



www.cienciainforma.com.br



 



 



Para saber mais sobre o tema, leia:

Di Mascio D, Magro-Malosso ER, Saccone G, Marhefka GD, Berghella V. Exercise during pregnancy in normal-weight women and risk of preterm birth: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Am J Obstet Gynecol. 2016 Jun 16 (no prelo)







Comentários

Veja também


- “Se eu não tomar meu antibiótico até o fim, vou criar bactérias resistentes?”
- Constipação: muito além da fibra e água!
- Como funciona o efeito placebo? Parte 1
- Obesidade Juvenil - quantas horas por dia seu filho fica sentado?
- É difícil emagrecer, mas tão fácil recuperar! Entenda o porquê.
- Por que é tão fácil engordar? - Parte 1
- Tontura e desmaio após o exercício? Não é hipoglicemia!
- Dicar para não exagerar (muito) nas festas de fim de ano
- Homeopatia e efeito placebo
- Quando crer é poder: novas evidências do efeito placebo na Nutrição Esportiva!
- Emagrecimento com exercício? Esqueça a balança!
- Como melhorar o resultado do seu paciente ou aluno?
- Exercício e Nutrição na Obesidade Materna
- O “coach” e a cartomante
- Por que não devemos comentar sobre o peso (ou corpo) das pessoas, mesmo quando...
- Como a atividade física previne o câncer?
- Balcão da cozinha e obesidade – existe alguma relação?
- O que é microbiota?
- Exercício ou dieta? Qual o melhor para emagrecer?
- “Tratamento” medicamentoso para perda de peso.
- Futura mamãe, quer ter mais saúde durante a gravidez? Exercite-se!
- Videogames ativos e saúde infanto-juvenil
- Transtornos Alimentares - o que são e o que fazer?
- Perda rápida de peso nos esportes de combate
- 5 mitos sobre emagrecimento para esquecer de uma vez por todas
- Transtornos alimentares: O que o profissional de Educação Física tem a ver com isso?
- Perda de peso corporal e metabolismo: sobre o estudo do "the biggest loser"
- Por que eu não devo fazer compras no mercado com fome?
- Por que a perda rápida de peso deve ser banida dos esportes de luta?
- Exercício e depressão
- Como emagrecer e ganhar massa muscular ao mesmo tempo?
- Por que envelhecemos? Como podemos combater o envelhecimento?
- Tudo que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda!!!!!!!!!!!!
- Placebo “injetável” melhora o desempenho esportivo.
- Termogênicos para emagrecer?
- Exercício físico (aeróbio): um forte aliado luta contra o câncer.
- Água alcalina faz bem para a saúde?
- Fisicamente Ativo vs Sedentário
- Misturar bebida alcoólica faz mal?
- Hipoglicemia durante o exercício - isso é possível?
- Por que sentimos câimbras?
- Glutamina melhora o sistema imune?
- Água emagrece? Sim, não ou talvez?
- Estou seguro! Estou tomando esteroides com acompanhamento de um especialista!
- Mudando paradigmas no “tratamento” da obesidade.
- 9 motivos para não usar esteroides anabolizantes
- Efeitos adversos dos suplementos nutricionais
- Perda de peso no MMA: estamos esperando uma tragédia?
- Gordura corporal: diga-me onde estás que te direi quem és..
- Não, géis "emagrecedores" não derretem a gordura, tampouco ela "sai no xixi"!
- O que Darwin diria sobre a obesidade.
- Leite: qual a real causa da intolerância?
- Suplementos como proteínas e creatina prejudicam a função renal?
- Creatina pode causar câncer?
- Fez lipoaspiração? Tem que treinar!
- Drenagem linfática emagrece?
- Pós-Graduação em Nutrição Esportiva - INSCRIÇÕES ABERTAS!
- Parada técnica para hidratação no futebol: necessidade fisiológica ou cuidado em excesso?
- A mais nova droga “anti-obesidade” e os mesmos velhos dilemas...
- Fugindo do sedentarismo no ambiente de trabalho
- Comer antes de dormir, crime por assalto à geladeira ou estratégia nutricional consciente?
- Os (muitos) problemas do IMC!
- Perder peso ou emagrecer?
- As hipóteses, os fatos e as “picuinhas metabólicas” na Nutrição Esportiva...
- O exercício e a vitamina D previnem queda em idosos?
- Tempo ativo ou tempo sedentário: o que é mais importante para a saúde?
- “Exercício é remédio” para a osteoartrite!!
- Estudo sugere que o uso de suplementos anabólicos pode causar câncer.
- Sobre a busca do corpo perfeito...
- Então a alimentação (e não o exercício) é a chave para combater a obesidade? Calma, muito cuidado nessa hora!
- Feliz Páscoa!!
- Ingestão de bebidas alcóolicas inibe o emagrecimento?
- Exercício em jejum “revisitado”– associar treinos em jejum à dieta hipocalórica emagrece mais?
- Ciência inForma comenta o caso Anderson Silva
- Exercício na obesidade: pensando “fora da caixa” (Parte 2)
- Projeto: "Saúde e Bem-Estar na Obesidade"
- Suplementos esportivos fazem mal à saúde?
- Lançamento do Livro: "A Dieta Ideal"
- Procedimentos estéticos como drenagem linfática, criolipólise e carboxiterapia emagrecem?
- Exercício na obesidade: pensando “fora da caixa” (Parte 1)
- Boas Festas e Férias!!!
- O placebo na nutrição esportiva
- Ciência Informa Responde: Para onde vai a gordura?
- Lipoaspiração e seus efeitos adversos...
- Ciência Informa Responde: perda de peso em Spas
- Obesidade metabolicamente saudável – isso existe? – Parte 2
- Obesidade metabolicamente saudável – isso existe?
- Curso USP: Suplementação Esportiva
- Quer emagrecer? Desligue a TV!
- Perder Peso ou Emagrecer?
- Sejam Bem Vindos!!!



Busca

Receba Atualizações

Envia sua sugestão de temas


Nossos Colaboradores

Prof. Bruno Gualano, PhD
Prof. Associado da Universidade de São Paulo

Profa. Desire Coelho, PhD
Nutricionista Clínica e Esportiva

Profa. Fabiana Benatti, PhD
Pós-Doutora na Universidade de São Paulo (USP)

Prof. Guilherme Artioli, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo

Prof. Hamilton Roschel, PhD
Prof. Dr. da Universidade de São Paulo